Reatividade! Do sequestro para o treino

12/21 . Reatividade! Do sequestro para o treino

Quantas vezes a sua reatividade já levou você a passar dias de ressaca? Sim aquela resposta de repique que geralmente nos leva para aquele lugar do arrependimento. 

E como a reatividade num primeiro momento é incontrolável, minha sugestão é começar por calibrar seus pensamentos. Calibrar pensamentos é ser capaz de perceber aquilo que você está pensando cada vez que você entra no modo reativo. É conseguir ser capaz de sair do sequestro para o treino.

Ficar atento para identificar seus pensamentos. Num primeiro momento parece que é a emoção que nos leva para reatividade, entretanto, antes das emoções temos nossos pensamentos que ativaram a emoção.

Se não estivermos atentos, podemos acionar pensamentos que vão construir uma Vibe, um campo vibracional, que nem ia existir. Mas que passa a existir a partir de nós.

A boa notícia é que nós podemos fazer o contrário também.

A Vibe fora está ruim e podemos conscientemente escolher, acessar outros pensamentos, que mudam somente a nossa Vibe. Isso já é o suficiente para nos proteger e proteger o outro!

Isso se chama “retiro em companhia”.

É quando eu consigo observar sem me misturar com os pensamentos das pessoas que estão à minha volta.

Legal né? Isso é treino, é como quando você dirigia lá no início, lembra?

Você começou trocando a marcha conscientemente e quando você se deu conta, já estava no automático.

Gerir seu gasto energético também é assim, começamos fazendo de forma consciente, e depois se torna uma forma de ver a vida.

Você vai perceber que o mal humor do outro não te sequestra mais! Pelo menos você não autoriza mais que a indiferença e o mal humor do outro acabe com seu dia.

O primeiro passo é conseguir se movimentar para o ponto do observador. E que ponto é esse?

É o ponto onde você não fica reagindo ao outro. Você simplesmente observa, para com isso buscar identificar os padrões de funcionamento do outro e o seu padrão de resposta.

É só quando identificamos o nosso padrão é que podemos dar um upgrade neste formato de funcionamento.

E assim, seguimos evoluindo, ao invés de repetir um andar em círculos que nos tira do nosso caminho de experienciar a vida.

Facebook
Pinterest
LinkedIn

Posts Recentes

Fechar Menu